quarta-feira, 15 de abril de 2009

SOLIDÃO

Solidão não é a falta de gente para conversar, namorar, passear ou fazer sexo...
Isto é carência!

Solidão não é o sentimento que experimentamos pela ausência de entes queridos que não podem mais voltar...
Isto é saudade!

Solidão não é o retiro voluntário que a gente se impõe, às vezes para realinhar os pensamentos...
Isto é equilíbrio!

Solidão não é o claustro involuntário que o destino nos impõe compulsoriamente...
Isto é um princípio da natureza!

Solidão não é o vazio de gente ao nosso lado...
Isto é circunstância!

Solidão é muito mais do que isto...

Solidão é quando nos perdemos de nós mesmos e procuramos em vão pela nossa alma.

Fátima Irene Pinto, e não Chico Buarque

2 comentários:

Dyana Barlavento disse...

Vi... Venho pedir autorização para roubar esse texto!!! Combina um tantinho com oq eu tô vivendo hj!
Xerão!

Vi Teobaldo disse...

Claaaaaro, Dyana! Lindo esse texto, né? Só não esquece de colocar a fonte, tá? Bjuuuuu!!!