quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

QUEDA DO MURO DE BERLIM

Na tarde do dia 9 de novembro de 1989 houve uma conferência de imprensa transmitida ao vivo na Alemanha Oriental onde um membro do Politburo(órgão executivo do Partido Comunista), Gunther Schabowksi, anunciava a decisão do Conselho de Ministros de abolir as restrições de viagens ao lado ocidental. Os cidadãos da Alemanha Oriental consideraram isso como uma ordem para atravessar ao lado ocidental, e foram em massa ao muro, a conseqüência foi a derrubada do muro, e a data entrou para a história mundial como o dia que o Muro de Berlim foi derrubado. Há 20 anos.
Para saber o que foi o Muro de Berlim, vamos a alguns números sobre ele:
- O 1º obstáculo era um muro de 3m;
- A 2ª barreira era uma grade de 2 m de altura com alarme;
- Ainda tinha um tapete de pregos de 14 cm de comprimento cada;
- Aí sim se chegava aos 43,7 km de muro com 4,2m de altura e 110 km de cerca isolando a parte oriental (comunista) da ocidental (capitalista);
- Para atravessar o Muro tinha que passar por uma faixa de segurança, chamada de Zona da Morte, com comprimento de 100m, vigiada em 186 torres de controle por 11.500 guardas e 992 cães de guarda.
O Muro de Berlim representava a separação mundial existente na época da Guerra Fria, na disputa entre Comunismo, comandada pela União Soviética (extinta em1991) e o Capitalismo, comandado pelos Estados Unidos. Era o mesmo povo (alemão), no mesmo país (Alemanha) e dividido em duas diferentes correntes econômicas, a comunista e a capitalista. Cada lado mostrava os números favoráveis ao seu sucesso, e como não havia controle sobre as informações que eram divulgadas, não se poderiam saber quem dos dois estava com a razão, se o lado comunista ou o capitalista.
O jornalista alemão Armin Fuhrer reuniu os principais mitos sobre o que era divulgado na época da Guerra Fria sobre Berlim Oriental. Um deles estava na igualdade existente entre homens e mulheres, e a realidade era que a taxa de natalidade no período caiu 35%, já que as mulheres eram obrigadas, por lei, a conciliar trabalho e as tarefas domésticas, e os melhores empregos ficavam com os homens, por exemplo: apenas 5% dos professores universitários eram mulheres. Outro mito bastante divulgado era sobre a qualidade e o acesso de todos ao ensino, mas apenas 10% dos filhos de operários freqüentavam a faculdade, esse índice era de 20% entre os filhos dos operários de Berlim Ocidental.
Agora, 20 anos depois, quem foi o vencedor da Guerra Fria travada no Muro de Berlim?
O que aconteceu naquele 9 de novembro de 1989 com a Queda do Muro: mais de 20 mil alemães orientais foram para o lado ocidental, sinal que o lado ocidental era melhor. Só por este detalhe já poderíamos concluir que Berlim Ocidental teve mais sucesso que Berlim Oriental.
A liberdade foi o segredo do sucesso de Berlim Ocidental capitalista.
O controle de tudo e de todos pelo Politburo foi o responsável pelo fracasso de Berlim Oriental comunista.
A liberdade individual e o respeito a ela são fundamentais para o desenvolvimento humano, não importa a ideologia.

2 comentários:

saulo bittencourt disse...

O muro mais difícil, e que precisa com mais urgência ser derrubado, é aquele que, sendo invisível, separa mais as pessoas do que o de concreto. Um exemplo prático, existencialista: Quantas pessoas se incomodam quando passam por alguém dormindo ao relento? Digueaí"

オテモヤン disse...

オナニー
逆援助
SEX
フェラチオ
ソープ
逆援助
出張ホスト
手コキ
おっぱい
フェラチオ
中出し
セックス
デリヘル
包茎
逆援
性欲