quarta-feira, 29 de abril de 2009

PARAJIU

Com você, todo dia parece domingo.

AO ANO DA FRANÇA NO BRASIL

Aos 24 anos, a frente de um exército de 40 mil brancaleones mal nutridos, mal vestidos e mal equipados, sem nenhum moral, Napoleão desenvolve uma atividade espantosa, vence diversas batalhas na Itália, em apenas um ano captura 160 mil prisioneiros, 2 mil canhões e 170 bandeiras e vence a guerra contra a Áustria, coisa que o principal exército da França não foi capaz de fazer com sua estratégia e maneira tradicional de pensar.

Napoleão Bonaparte foi o cara.

Profundamente amado e odiado em vida e até os dias de hoje, Napoleão é visto por muitos como um ditador maluco que matou, invadiu e roubou em nome de ideais megalomaniacos e desumanos, e por outros como um verdadeiro revolucionário estrategista que lutou ao lado do povo, pelos ideais da revolução francesa, e criou museus, pontes, hospitais modernos, bancos, instituiu a Escola Pública para todos os cidadãos, e lançou o primeiro Código Civil a ter um êxito sem precedentes para milhões de pessoas. Até hoje, o Código Civil criado por Napoleão é utilizado por vários países em todo o mundo. Em 1804, a França já tinha a lei do divórcio. O Brasil só foi ter algo parecido em 1977!

"Mostre-me uma família de leitores, e lhe mostrarei o povo que dirigirá o mundo." Napoleão.

Napoleão não abaixava a cabeça para ninguém, muito menos para a igreja ou para o papa.

Quando da sua coroação como imperador, Napoleão chamou o papa para abençoá-lo - hábito comum naquela época - , mas não permitiu que Pio VII colocasse a coroa em sua cabeça. Napoleão, de costas para o papa, corou-se a si mesmo, mostrando que não se submetia as leis de ninguém, muito menos as leis da igreja.

"A religião é uma excelente invenção da humanidade para manter as pessoas comuns quietas. Não é possível governar pessoas que não acreditam em Deus. Por isso, devemos matá-las." Napoleão

Segundo Paul Johnson, famoso historiador inglês, depois de Jesus Cristo, Napoleão é o indivíduo sobre quem existe o maior número de livros publicados. Os editores acreditam ser mais provável vender um livro sobre Napoleão simplesmente pelo tema, do que qualquer outra biografia. Por sua incrível energia para liderar as pessoas, Napoleão é tema de aula na Harvard Business School. Por sua incrível capacidade política, Napoleão foi lido por Getúlio Vargas, Juscelino Kubischeck, e com toda certeza Barack Obama e Bin Laden. Por sua inigualável capacidade de oratória, você encontra centenas de máximas de Napoleão em todos os livros mais vendidos desde auto-ajuda até negócios. Todas as academias das forças armadas estudam até hoje as estratégias que Napoleão usou nas batalhas que participou.

"Eu posso ter perdido uma batalha, mas eu nunca perdi um minuto." Napoleão.

Napoleão revolucionou as estratégias de guerra. Antes dele, os exércitos se enfrentavam que nem os peões se enfrentam no xadrez. Um de frente para o outro.

No Xadrez o peão não pode andar na diagonal como o bispo, ou dar saltos como o cavalo ou ir longe como uma torre. No xadrez, o peão anda sempre em frente, rumo ao poder de fogo do inimigo, sendo muitas vezes sacrificado para que o exército ganhe terreno.

Por que isso acontece no xadrez? Porque o xadrez é um espelho das estratégias de guerra que se conhecia na época que foi inventado.

Eu acredito que você já deva ter visto algum filme de guerra que mostra os soldadinhos de um determinado exército avançando sempre em frente, mesmo sabendo que na frente deles tem outros soldadinhos do exército inimigo melhor armados e prontos para abatê-los. Você já deve ter se perguntado: Por que os soldadinhos, mesmo sabendo que vão morrer, continuam em frente? Bem, Napoleão resolveu fazer essa pergunta, e mudar tudo.

Napoleão, como um bom líder e empreendedor, questionava tudo. Mudava tudo.

A estratégia de Napoleão era simples. Ao invés de posicionar os seus soldadinhos frente a frente com o exército inimigo, como acontece em um tabuleiro de xadrez, Napoleão identificava um ponto débil nas linhas inimigas e concentrava com habilidade todos os seus soldadinhos neste ponto, dividindo as forças adversárias para abatê-las uma de cada vez. Dessa maneira, exércitos muito maiores e mais bem organizados perdiam sua força, e por falta de comunicação, e falta de novas idéias para enfrentar as novas idéias de Napoleão, sucumbiam perante o grande guerreiro francês.

Napoleão era tarado por inovações. Ele estava sempre atrás da Próxima Grande Coisa que poderia colocá-lo a frente da concorrência.

Napoleão foi o primeiro a utilizar o primeiro sistema de telecomunicações do mundo, o semáforo de Chappe. Era também um mestre e tanto no uso da espionagem e ardis, bem como demonstrava ser possuidor de um incomum instinto para saber onde, quando e como atacar.

Napoleão fazia a concorrência jogar o seu jogo. Ele atraia o inimigo para um terreno que ele escolhia, posicionava - com antecedência - o exército como ele queria, e iniciava a guerra quando lhe era do agrado.

Na hora do combate, ele agia como um guerrilheiro, era mestre em tocar o caos na guerra, e isso deixava os inimigos perdidos.

A tática era também simples: uma nuvem de soldados atirando a esmo progredia sem ordem definida, esgotando o inimigo pelo fogo cerrado. A infantaria atacava depois, abalando as linhas inimigas pela massa. A cavalaria era usada para romper as forças inimigas em pedaços e perseguir os fugitivos. A velocidade era considerada por Bonaparte como elemento essencial: segundo ele, a rapidez nas manobras permitia multiplicar “massa por velocidade”.

Napoleão reinou por 15 anos. Nos primeiros anos foi um exímio planejador, inovador, estrategista, comunicador e líder. Preocupou-se com o criação de uma equipe de staff coesa e o desenvolvimento do país através de iniciativas sociais e culturais.

A partir da segunda parte do seu reinado, parece que se esqueceu dos próprios ensinamentos que propagou.

Ao chegar no topo do mundo, ele parou de confiar nas pessoas, inclusive nos membros da sua família. "Se você não está comigo, você está contra mim.".

O planejamento parou de existir. A espionagem foi para o saco. As reuniões com o staff sumiram. Análise de mercado e pesquisa de satisfação de clientes nem pensar.

Sem os fundamentos que criou, Bonaparte entrou em guerrra com a Russia, Espanha e Inglaterra.

Resultado, quebrou a cara. Napoleão entrou em terrenos que desconhecia, guerreou com povos que tinham valores que não entendia. Sob o comando de generais fracos, escolhidos erroneamente por Bonaparte, o grande exército francês tão temido em todo o continente, sofreu perdas irreparáveis. Bonaparte foi deposto e exilado.

Sobre os seus generais, Napoleão tinha uma opinião muito clara: "Não existem soldados ruins. O que existe são oficiais ruins, que não sabem liderar seus homens."

Por outro lado, Napoleão também tinha uma opinião muito clara sobre o seus funcionários: "Em última análise, é preciso ser militar para governar, é só com botas e esporas que se governa um cavalo!"

Napoleão foi o cara.

Exilado, isolado, deportado, Napoleão resolve voltar para a França para retomar o poder. Começa o período conhecido como 100 dias, os últimos da sua vida a frente de qualquer coisa.

As manchetes do jornal "Monitor Universal" mostram claramente o estilo "democrático" que Napoleão usava para lidar com a imprensa.

10 de Março: O Ogro Corso desembarcou em Golfe Juan

11 de Março: O Tigre chegou a Gap

12 de Março: O Monstro dormiu em Grenoble

13 de Março: O Tirano cruzou Lyon

18 de Março: O Usurpador foi visto a sessenta léguas de Paris

19 de Março: Bonaparte galopa, mas nunca entrará em Paris

20 de Março: Napoleão estará amanhã diante de nossas muralhas.

21 de Março: O Imperador chegou a Fontainebleau

22 de Março: Sua Majestade Imperial e Real entrou em seu castelo das Tulherias de permeio a seus leais súditos.

Havia 65 jornais em circulação na França antes de Napoleão chegar ao poder, sobrou apenas 4 enquanto esteve no poder.

Napoleão sabia que o poder era um jogo de aparências. Por isso, controlava como ninguém tudo que aparecia na mídia.

“Por acaso o próprio sol não tem lá suas manchas?” Napoleão.

A França está no nosso dia-a-dia. Você não passa um dia sequer da sua vida sem pronunciar uma palavra do belo francês. Quer ver algumas? Garçon, tricot, écharpe, vernissage, restaurant, filet, manchette, soutien, abajour, lingerie, menu, garagem, elite, greve, glamurosa, glacê, bijouteria, chofer, champanhe, conhaque, perfume, conduta.

Dos ideais humanitários da revolução francesa, até as fantásticas histórias de Victor Hugo e Alexandre Dumas, passando pela beleza de Brigitte Bardot até a filosofia de Jean Paul Sartre, a França é um terreno sempre fértil de extrema sabedoria, beleza e Vida.

Nós estamos vivendo nesse momento o Ano da França no Brasil. De 21 de Abril a 15 de Novembro de 2009, o Brasil homenageia a França através de dezenas de eventos que mostram a França que tanto fez pela humanidade em tantos campos de atuação.

Lembrar Napoleão é uma minha maneira de homenagear tão grandioso país.

Viva La Revolución!

NADA MENOS QUE ISSO INTERESSA.

QUEBRA TUDO! Foi para isso que eu vim! E Você?

Ricardo Jordão Magalhães
Liberdade, Igualdade e Fraternidade
"Eu tenho mais medo de três jornais do que cem baionetas".
Napoleão Bonaparte

terça-feira, 28 de abril de 2009

PRECONCEITO

Todo mundo conhece aquele papo de que preconceito não é legal e blá blá blá, mas a maioria ainda assim é extremamente preconceituosa. Sabe porque ainda existe? Porque as pessoas não pensam, simplesmente aceitam. É muito mais fácil você postular que as pessoas X são de um jeito porque você conheceu um assim, sabe aquele lance de rótulos? Pois é.

Eu aposto que você já foi preconceituoso em diversas situações e nem se deu conta disso, as pessoas velhas tem muita mania de fazer isso por causa de um visual mais “moderno” que um espinhento adolescente possa apresentar. Aposto também que você nem reparou que eu estava sendo preconceituoso com os velhos na frase acima. E com os adolescentes também.

É fato que essa problemática (e a maioria dos problemas sociais) não existiria caso o mundo inteiro largasse de ser burro e aprendesse a conviver com as diferenças.

Nesse conta-gotas eu vou abordar as diversas formas de preconceitos que existem e até, pasmem, dizer como ele pode ser útil.

I: Racismo

II: Religião

III: Tattoo/Body Piercing

IV: Rótulos

V: Opção Sexual

VI: Classe Social

VII: Da utilidade de tudo isso

REINO DAS FEIAS TEM NOVA PRIMEIRA-DAMA

Camilla Parker Bowles anda numa alegria de tirar o fôlego do príncipe Charles. Também, pudera! O YouTube transformou a escocesa Susan Boylerevelação de cantora num programa de calouros da TV britânica - na celebridade mais horrorosa do Reino Unido. Isso quer dizer o seguinte: o gênero mulher feia que deu certo, muito comum naquelas bandas do mundo, tem nova primeira-dama.

A sucessora da duquesa da Cornualha, definitivamente, não é só mais um rostinho desagradável num mar de gente feia. Aos 47 anos, Susan Boyle é gorda, descabelada, esquisita, tímida, desajeitada, brega, virgem e aparvalhada. Conta que na adolescência chegou a ser considerada retardada por conta dessa aparência assustadora. Tá na cara que ela não se depila. Suas sobrancelhas parecem um par de bigodes, o queixo é flácido e duplo, o conjunto da obra é um breve contra a luxúria de raro esplendor. Susan só não faz feio quando canta e isso foi o suficiente para comover mais de 100 milhões de seres humanos que foram visitá-la na Internet tomadas pelo deslumbramento de crianças no zoológico. “Pai, o urubu canta feito rouxinol!”

Em época de crise econômica, com todo mundo cheio de problemas, o sucesso de uma pessoa assim enche o fim do mundo de esperança. Yes, se até esse trubufu se deu bem, we can, claro que a gente pode. Nem que para isso seja preciso dar um tempo nas academias de ginástica, salões de beleza, butiques e alimentação balanceada... No momento, que me desculpem as bonitas, mas Susan Boyle é fundamental.

Tutty Vasques em texto publicado na coluna 'Ambulatório da Notícia' do caderno Aliás do 'Estadão'.
“Essa gripe suína é só outra marolinha!”
Diria Luiz Inácio Lula da Silva

segunda-feira, 27 de abril de 2009

PERGUNTA DA SEMANA

O que acham do capitalismo?

“PESCOTAPA”

LOOPING

Entenda o que significa quando um programa de computador "entrou em looping"!
O diretor disse à secretária:
- Vamos viajar para o exterior por uma semana, para um Seminário. Faça os preparativos da viagem!
A secretária faz uma chamada para o marido:
- Vou viajar para o exterior com o diretor por uma semana. Se cuida, querido.
O marido liga para a amante:
- Minha mulher vai viajar para o exterior por uma semana, então nós vamospoder passar a semana juntos, meu docinho!
A amante liga para um menino a quem dá aulas particulares:
- Tenho muito trabalho, na próxima semana não precisa vir às aulas.
O meninoliga para o seu avô:
- Vô, na próxima semana não tenho aulas, a minha professora estará ocupada. Vamos passar a semana juntos?!
O avô (que é o diretor desta história) liga para a secretária:
- Vou passar a próxima semana com o meu neto, então não vou participar daquele Seminário. Pode cancelar a viagem.
A secretária liga para o marido:
- O diretor da empresa mudou de idéia e acabou cancelando a viagem.
O marido liga para a amante:
- Não poderemos passar a próxima semana juntos, a viagem da minha mulher foi cancelada.
A amante liga para o menino das aulas particulares:
- Mudança de planos: esta semana vamos ter aulas como normalmente.
O menino liga para o avô:
- Vô, a minha professora disse que esta semana tenho aulas. Desculpe-me, não vai dar para fazer-lhe companhia.
O avô liga para a sua secretária:
- Meu neto acabou de dizer que não vai poder ficar comigo essa semana. Continue com os preparativos da viagem ao seminário!
Entendeu?

sexta-feira, 24 de abril de 2009

VAMOS LÁ, ANIME-SE

Não sei se isso te diz alguma coisa, mas faltam agora exatos 253 dias para 2009 acabar. E aí, você não vai fazer nada, caramba?!
Tutty Vasques

SOLANGE ALAZÃO

Potranca e Personal Trainer.


101 coisas que você deveria ter visto na Internet

"A mulher é uma flor que se estuda como a flor dos campos: pelas suas cores, pelas suas folhas e sobretudo pelo seu perfume."
José de Alencar

quinta-feira, 23 de abril de 2009

VÔLEI

A Globo lamentou o fim da equipe de vôlei de Osasco. Ajudaria mais se citasse marcas e não tentasse esconder logos nas coletivas.
Kibeloco no Twitter

PEDE PRA SAIR!

Wagner Moura volta em Tropa de Elite 2.
"Precisamos cuidar do mundo que não veremos".
Bertrand Russell

segunda-feira, 20 de abril de 2009

AMAR É...

O amor é uma corrida apressada até o fim e o mais alto do outro. Só depois de se lá chegar, e viver, e ser, e gozar, e sentir, começam os percalços da volta, o retorno às partes que se tornaram retardatárias, mas existem e se movimentam. É como o curso de um rio que desemboca no próximo e reflui. Na vigência explosiva ou hipnótica do amor, chega-se logo - e com deslumbramento! - ao fim do curso. Há o refluxo. A água volta à origem e, nesse (eterno) retorno, passa - aí diferente - por todas as partes que ficaram submersas, invadidas ou esquecidas quando da primeira e imperiosa torrente.

Na vigência do amor, as pessoas vão até o fim da outra muito rapidamente, passando por cima, ambas, de peculiaridades, maneiras de ser e comportamentos.

O amor é sempre o preço dessa volta e a cobrança de cada carência que estava no caminho e fora superadapela volocidade e intensidade das águas-paixão. Essa volta vai revelando, dia a dia, momento a momento, as margens ou remansos de cada um, que fermentaram esquecidos ou deixados para depois na passagem turbilhonária e deslumbrante da paixão. Aí estão os mais lindos recantos de cada ser ou se escondem as águas turvas, os aspectos menores e restritivos.

Difícil, portanto, não é a chegada ao fim: é viver os vários refluxos. Neles escondem-se as depressões suficientes (ou não) para terminar o amor. Ao mesmo tempo o amor cresce, na medida em que o refluxo permite descobrir, com calma e vase na realidade, as partes lindas das margens de cada um, os remansos, as terras fecundadas, as voltas sinuosas, os jardins e partes férteis de cada ser.

Artur da Távola

¿POR QUÉ NO TE CALLAS, SARKOZY?

O presidente da França, Nicolas Sarkozy, deu mais uma prova de como seu ego inflado pode causar constrangimentos diplomáticos. O jornal francês Libération relatou as polêmicas opiniões de Sarkozy sobre líderes de outros países, durante um almoço com parlamentares. Sobre Obama, Sarkozy disse ser uma pessoa “muito inteligente e carismática”, mas sem experiência política - “ele nunca teve um ministério em sua vida”. A respeito de José Luis Zapatero, presidente do governo da Espanha, afirmou: “pode ser que não seja muito inteligente”. O mais surpreendente, porém, foi o destinatário de seus elogios: o polêmico premiê italiano, Silvio Berlusconi. “O importante na democracia é ser reeleito. Olhem Berlusconi, foi reeleito três vezes.” Não por acaso, o título da reportagem do Libération é “Sarkozy se considera o chefe do mundo”.
Juliano Machado
“Quem mata o tempo não é assassino, é suicida”.
Millôr Fernandes

sexta-feira, 17 de abril de 2009

Da série ACORDO ORTOGRÁFICO - PARTE 4


TESTE PSIQUIÁTRICO

Durante a visita a um hospital psiquiátrico, um dos visitantes perguntou ao diretor:
- Qual é o critério pelo qual vocês decidem quem precisa ser hospitalizado aqui?
Respondeu o diretor:
- Nós enchemos uma banheira com água e oferecemos ao doente uma colher, um copo e um balde e pedimos que a esvazie. De acordo com a forma que ele decida realizar a missão, nós decidimos se o hospitalizamos ou não.
- Entendi - disse o visitante - uma pessoa normal usaria o balde, que é maior que o copo e a colher.
- Não - respondeu o diretor - uma pessoa normal tiraria a tampa do ralo. O que o senhor prefere? Quarto Particular ou enfermaria?
"O sábio não é o homem que fornece as verdadeiras respostas; é o que formula as verdadeiras perguntas."
Claude Lévi-Strauss

quinta-feira, 16 de abril de 2009

PARAJIU

Beije-me como você quiser, beije-me como se fosse a primeira vez!
“O medo de perder tira a vontade de ganhar.”
Pedro Cipriano

BASTA!

Ganha força na web a campanha ‘Eu não aguento assistir na TV as agressões dos agentes da SuperVia contra passageiros de trem na estação de Madureira’.
Tutty Vasques

quarta-feira, 15 de abril de 2009

SOLIDÃO

Solidão não é a falta de gente para conversar, namorar, passear ou fazer sexo...
Isto é carência!

Solidão não é o sentimento que experimentamos pela ausência de entes queridos que não podem mais voltar...
Isto é saudade!

Solidão não é o retiro voluntário que a gente se impõe, às vezes para realinhar os pensamentos...
Isto é equilíbrio!

Solidão não é o claustro involuntário que o destino nos impõe compulsoriamente...
Isto é um princípio da natureza!

Solidão não é o vazio de gente ao nosso lado...
Isto é circunstância!

Solidão é muito mais do que isto...

Solidão é quando nos perdemos de nós mesmos e procuramos em vão pela nossa alma.

Fátima Irene Pinto, e não Chico Buarque

GM

Em sua edição de anteontem, o jornal The New York Times informou que o Departamento do Tesouro americano está orientando a empresa a já preparar o terreno para um pedido de concordata até o prazo de 1º de junho, apesar de a GM insistir que ainda pode se reorganizar fora dos tribunais.
Migalhas nº 2.122
“Dois homens olham através das mesmas barras: um vê as barras; o outro, as estrelas.”
Frederick Langbridge

terça-feira, 7 de abril de 2009

TELETRANSPORTE

10 MANDAMENTOS PARA SER FELIZ

1- Curta mais a sua companhia. Aprenda a viver feliz mesmo sozinho. Convide um amigo para ir ao cinema, mas se não encontrar alguém disponível vá com a pessoa mais fascinante do mundo: você mesmo.
2- Tenha alto astral. As pessoas competentes são aquelas que conseguem manter uma postura positiva mesmo nos momentos mais difíceis. Ficar com cara carrancuda, só piora a situação e não ajuda na resolução dos problemas.
3- Viva com paixão. Procure estar por perto de pessoas com alegria de viver e manter-se afastado de indivíduos baixo astral, aqueles que secam até arruda e pimenteira.
4- Cuide bem do seu corpo. Alimentação, sono e exercícios são fundamentais para uma vida saudável. Lembre-se, o seu corpo é o seu templo. Gostar de você mesmo, significa gostar dos outros e deixar as portas abertas para que gostem da gente também.
5- Invista em você todos os dias. Nós somos arquitetos da nossa personalidade. Quando a pessoa nasce Deus lhe dá um potencial infinito que poucas aproveitam. Pense em si mesma e trabalhe firme. Ser o co-criador de si é o maior desafio da vida.
6- Celebre as vitórias. Compartilhe seu sucesso com pessoas queridas. Mesmo as pequenas conquistas devem ser celebrada com alegria. Grite, chore, encha-se de energia para os próximos desafios.
7- Tenha uma vida espiritual. Conversar com Deus é o máximo, especialmente, para agradecer as dádivas recebidas. Mantenha o hábito de rezar antes de dormir, é bom para o sono e melhor ainda para a alma. A oração e a meditação são forças de inspiração.
8- Crie tempo para as pessoas importantes da vida. Filhos, maridos, pais e irmãos são as pessoas que vão estar com você nos melhores e piores momentos da sua vida. Embora eles não pareçam tão importantes na correria do dia-a-dia, são eles que darão força para continuar.
9- Tenha amigos vencedores. Campeões falam de e com campeões. Perdedores só tocam na tecla perdedores. O diz-me com quem andas, continua válido, mais do que nunca.
10- Diga adeus para quem não lhe merece. Alimentar relacionamentos que só trazem sofrimento é uma forma cruel de masoquismo. Não deixe que relacionamentos inconsistentes atrapalhem sua vida. Se você tiver um marido em casa que não esteja usando: empreste, venda, alugue, doe para uma instituição de caridade, enfim, deixe o espaço livre para um novo amor.
Roberto Shinyashiki
"Toda alegria é uma vitória, e uma vitória é uma vitória, por menor que seja".
Robert Browning

segunda-feira, 6 de abril de 2009

sexta-feira, 3 de abril de 2009

DID YOU KNOW?

Ivanzinho postou no seu blog essa semana um vídeo que, como ele diz, “em cinco minutinhos, tem a capacidade de deixar sua cabeça assim “vigimariiia…”.

RUBORIZADOS

Perdendo definitivamente a vergonha, a Anatel suspendeu pela enésima vez a entrada em vigor dos artigos da resolução 488, que prevêem a não cobrança do ponto extra da TV por assinatura.
Migalhas nº 2.114
“I love that the French call Coca Cola American champagne
O ator marido-de-Demi-Moore Ashton Kutcher no Twitter

quinta-feira, 2 de abril de 2009

DESENCALHA, WANDERSON!

Wanderson (o W com som de U) cansou de esperar pelo grande amor e criou este site pessoal com trilha sonora duvidosa e dispensável.

É, amigos, a coisa tá feia no mundo lá fora.

TNT

A MTV já pode dormir tranquila. João Gordo tem um sucessor:


Kibeloco

“Todo nosso descontentamento por aquilo que nos falta procede da falta de gratidão por aquilo que temos.”
Daniel Defoe