quarta-feira, 8 de outubro de 2008

AS MULHERES E SEUS AMIGOS VIBRADORES

Toda mulher moderna tem um amigo gay, mas o melhor amigo, mesmo, é um vibrador ou, vá lá, um ou dois dedos. Algumas mulheres, é claro, chegam ao ponto de ter outras mulheres como amigas, - mas sobre disso falaremos em outra oportunidade. Voltemos aos objetos que vibram e as fazem gozar.

Masturbação: o Bem NecessárioHá mulheres com quarenta e tantos anos que NUNCA - sério... NUNCA!!! - gozaram. Simplesmente não sabem o que é isso. Talvez, coitadas!, nunca venham a saber o que seja um orgasmo.

Isso não é um mero infortúnio hormonal ou um azar físico, mas sim falta de conhecimento do próprio corpo, muitas vezes por pudores bobocas que a fizeram evitar a masturbação. Deu no que deu.

Meninas, moçoilas, mulheres: masturbação é FUNDAMENTAL (a maioria sabe disso...)! Os dedinhos (onde estão? onde estão?) são importantes, eu sei, mas vibradores ajudam um bocado nessa hora, né? Experimentem e depois todas me agradecerão, ou então perguntem às que já usam tais artefatos.

A coisa é tão boa que algumas viciam. Mas é um vício bom. Perguntem às viciadas...

Preconceito MasculinoMuitos meninos, por imaturidade, caipirice, ou exercício imbecil de macheza adolescente, bradam contra o uso do vibrador. É ridículo. Passo por cima dos idiotas convictos e vou àqueles de boa-fé que, de fato, não entendem como funciona esse negócio.

Amigos, sua namorada/esposa/noiva/mulher etc, enfim, não vai deixar de amá-lo por ter um vibrador! Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa. E elas não estão no mesmo compartimento "coisológico". Em suma: pinto é pinto, vibrador é vibrador.

Alguns vibradores, é verdade, têm a função acessória de penetrar, sobre o que falaremos adiante, mas a grande maioria deles - e sobretudo os mais vendidos, serve única e exclusivamente para a estimulação clitoridiana.

E, ainda que fossem consolos para a penetração, sem mesmo a vibração no clitóris, o objeto fálico não substitui o homem-homem. Mas agora não é hora de papo psicanalítico. Basta apenas compreender a primeira etapa: vibrador é a punheta feminina.

Você não bate a sua? Pois é. Bate que eu sei. E essa sua punheta faz com que sua mulher seja menos mulher e/ou menos amada? Não, não faz. Então pronto. Deixa de ser besta e pára de bancar o "machinho-alfa da estrela". Não banque o idiota em público.

Triste, mesmo, são os que na verdade sabem muito bem de tudo isso, mas precisam manter a linha publicamente e saem por aí falando mal das mulheres que usam vibrador, como se fossem umas fracassadas, tal e coisa. Cresçam, meninos!
Continua aqui.

2 comentários:

saulo bittencourt disse...

Eu estou profundamente impressionado! Como as mulheres são direitas! E pensar que nunca época dessas, ainda há mulheres que se sentem preocupadas com os parceiros apenas porque buscaram prazer com um vibrador. Paciência, né não? Eu duvido muito que os punheteiros fiquem só na punheta. Quanta singeleza de alma! Mas eu duvido muito, também, que todas estejam apenas no vibrador. O tabu continua...até as mulheres entenderem que é melhor buscar uma coisa real, o tabu continua.

Anônimo disse...

Vou falar a verdade, o assunto vibrador para mim era um tabu, um dia passeando pela rede, resolvi comprar um e mais algumas coisinhas, hoje uso normalmente, sou casada e tudo, mas não vejo problema de nenhum mulher usar um vibrador.. Eu encontrei neste site aqui www.desejosensual.com.br
Quem quiser comprar vá em frente não liguem para que as pessoas falam.